Toyota muda montagem de picape de Tacoma dos EUA para o México

A Toyota disse na sexta-feira que estava transferindo as operações de montagem de suas pickups populares de Tacoma dos Estados Unidos para o México, mas prometeu que nenhum emprego nos EUA seria afetado.

O anúncio ocorreu um dia após o Senado dos EUA aprovar o novo Acordo de Comércio EUA-México Canadá, que reformula de maneira importante as regras para a fabricação e o comércio transfronteiriço de automóveis.

Desde 2010, o Tacoma é produzido em uma fábrica em San Antonio, Texas, que emprega 3.200 funcionários com uma capacidade anual de 208.000 veículos.

Mas isso chegará ao fim em 2021, disse a empresa em comunicado, e toda a produção ocorrerá em uma fábrica em Baja California, México.

A partir de 2022, a fábrica de San Antonio passará a produzir o Toyota Sequoia SUV, que já havia saído da linha de montagem em Princeton, Indiana.

Não ficou claro como o presidente dos EUA, Donald Trump, receberia a notícia. Em um tweet irritado, Trump em 2017 criticou a decisão da Toyota de enviar a produção do sedã Corolla para o México e a empresa finalmente continuou a produção nos Estados Unidos.

Trump há muito criticou o antecessor da USMCA, o Acordo de Livre Comércio da América do Norte de 1994, dizendo que promoveu a terceirização de empregos.

Autoridades americanas dizem que a USMCA, que ainda não entrou em vigor, promoverá investimentos no setor automobilístico doméstico.

A Toyota disse na sexta-feira que mudar o Tacoma para o México fazia parte de um esforço de reestruturação que envolve US $ 13 bilhões em investimentos nos EUA até 2021.

A empresa já investiu US $ 7,1 bilhões, incluindo US $ 1,6 bilhão em uma fábrica de automóveis do Alabama que compartilha com a montadora japonesa Mazda.



PROPAGANDA
PROPAGANDA